“Contra o racismo para resgatar o futuro”: A história dos vários motes da manifestação que juntou milhares de pessoas em Lisboa (Sapo24)

Tudo começou há menos de dois meses. Um conjunto de coletivos, dedicados a temas como a crise climática, a habitação, a educação, a saúde, juntou-se no final de abril. No início de maio estava convocada a manifestação.

“Não existe um plano sério para resgatar as pessoas e para reorientar a economia para o cuidado com a vida, sentimos que tínhamos mesmo de organizar algo para o início do primeiro momento de pós-confinamento”, explicou ao SAPO24 Diogo Silva, porta-voz e co-organizador do movimento “Resgatar o futuro, não o lucro”.

“Entretanto, por causa do contexto da luta antirracista que existe neste momento e de toda a onda de protestos nos EUA, juntámos forças com outro movimento que se criou muito mais rapidamente”, acrescentou. “Hoje estamos a mobilizar contra o racismo para resgatar o futuro”.


Lê a notícia completa do Sapo24, aqui.

Segue-nos nas redes sociais: