Balanço da Equipa dos Cuidados

Achamos importante dizer que falhámos em garantir o consenso de acção da manifestação.

Como é do conhecimento de muitas pessoas, a organização da manifestação “Resgatar o futuro, não o lucro”, tinha um plano de segurança para a marcha, plano este que foi divulgado nas redes sociais, para que fosse do conhecimento de toda a gente. A alteração do contexto da manifestação, fruto dos acontecimentos que ecoaram em todo o mundo, fez com que a participação ultrapassasse em muito as nossas previsões iniciais, tendo ficado a nossa equipa com apenas uma pessoa por cada 200 manifestantes. 

Durante a manifestação, foram feitos todos os possíveis para garantir que toda a gente tinha máscara (distribuímos 600 máscaras ao longo do dia, bem como vários litros de álcool gel).  As situações de tensão foram também reduzidas ao máximo. E por isso gostaríamos de agradecer a todas as pessoas que se voluntariaram para ajudar na nossa equipa. 

Contudo, identificamos algumas coisas que podíamos ter feito que podiam aumentar a possibilidade de sucesso da nossa equipa. 

Podíamos ter mudado a página principal do Resgatar o Futuro para “como nos vamos organizar“, com a imagem da estrutura proposta da organização. Podíamos ter feito um mini-vídeo de 3-4 minutos, live nas redes sociais, a sair sábado de manhã, com informações básicas sobre os moldes da manifestação, para ser partilhado nos dois eventos. Podíamos ter convocado mais reuniões de recrutamento de última hora, para alargar a nossa equipa sem perder a coesão interna. Nós não sabemos se estas medidas resultariam. Mas reconhecemos que podíamos tê-las feito, e não as fizemos.

Aprendemos muito com este “grito” colectivo e tiraremos dele lições para que seja possível pensar em formas de organização de massas, mas que permitam incluir as preocupações de contágio pandémico, para o futuro.

Até à vitória, tudo é só ensaio.

Segue-nos nas redes sociais: