Esquerda.net: Este sábado marcha-se para “Resgatar o Futuro, Não o Lucro”

No manifesto publicado na página da plataforma de coletivos ativistas Resgatar o Futuro, Não o Lucro, é assinalado que “a crise do Covid-19 veio expor, mais uma vez, as fragilidades do sistema capitalista”. As quatro dezenas de organizações que convocam a manifestação deste sábado alertam para o agravamento das desigualdades pré-existentes, com base na falta de rendimento, classe, género, nacionalidade, etnia, orientação sexual. E apontam que “os maiores custos desta crise são imputados a quem menos pode e, não duvidamos, tenderão a sê-lo ainda mais quando entrarmos numa fase de rescaldo da doença e com a tentativa de fazer ‘voltar a normalidade’”.

“Os direitos básicos estão ameaçados. Face a uma crise de saúde e de economia, os direitos têm de ser garantidos a toda a população, de forma incondicional. A falta generalizada de rendimentos torna-se a normalidade num sistema que só gere crises com colapsos sociais”, lê-se no documento, em que é dada visibilidade a todas as pessoas que têm assegurado serviços essenciais.


Lê a notícia completa, aqui.

Segue-nos nas redes sociais: